Gases

O que são
Compostos de gás carbônico, hidrogênio e metano, além de conterem também derivados de enxofre, responsáveis pelo mau cheiro.

Causas
Ocorrem devido ao ar que engolimos sem querer durante a refeição (aerofagia) ou da fermentação dos alimentos ao longo do intestino grosso.

Sintomas
O excesso de gases no organismo provoca dores abdominais, além da barriga ficar inchada, causar mal-estar e até vontade de vomitar.

Quantidade
Um adulto expele gases até 20 vezes ao dia! A média de gases no organismo de cada indivíduo pode variar de 200ml a 2,5l. Mas é bom ficar alerta! Em excesso, os gases podem denunciar doenças, como intolerância à lactose(que é o açúcar do leite) ou intolerância ao glúten, conhecida como doença celíaca.
Crianças têm mais o problema, principalmente recém-nascidos, porque a barriga delas não funciona de forma coordenada. Durante a menstruação da mulher, o problema também pode aumentar.

Como evitar
Segurar a vontade é pior (a dor dos gases presos no corpo às vezes se assemelha a um infarto). É fundamental ir ao banheiro regularmente e evitar alimentos que provocam gases (exemplo: brócolis, repolho, couve-flor, refrigerante, feijão, lentilha e grão-de-bico). Outro remédio natural e eficiente é ficar de joelhos no chão, encostar a cabeça neles e levantar o bumbum. A força da gravidade faz com que os gases subam, saiam e a dor passe. Já para aliviar os gases em bebês, coloque-os de bruços, com a cabeça mais baixa, e dê uns tapinhas nas costas.

Tratamento
O excesso de gases pode ser tratado com medicamentos, inclusive antibióticos, que diminuem o incômodo. Porém, manter uma alimentação adequada com alimentos como mamão, kiwi e abacaxi, que possuem enzimas digestivas capazes de quebrar os carboidratos, proteínas e ácidos graxos, ajuda a minimizar o mal.

Recomendações
– Mastigue bem os alimentos;
– Procure não falar muito durante as refeições para diminuir o volume de ar deglutido;
– Prefira uma dieta rica em fibras e frutas. Alimentos que melhoram a digestão: trigo, centeio, cevada, alface, agrião, rúcula, escarola, cenoura, laranja, manga, tomate e caqui;
– Consuma chás de camomila, hortelã e erva-doce;
– Beba água ao longo do dia;
– Caminhe regularmente, pois estimula os movimentos intestinais.

Voltar