Infecções Respiratórias

Tipos e diferenças
Resfriado – causada por vírus, possibilita a pessoa de seguir sua rotina, apesar dos sintomas como coriza, espirros e dor de garganta.
Gripe – provocada por vírus, a pessoa já fica mais abatida e pode manifestar febre acima de 38ºC, tosse, coriza, dores pelo corpo e mal-estar generalizado. Mais do que três dias pode estar ocorrendo complicações, como sinusite e pneumonia.
Pneumonia – pode vir ou não de uma complicação da gripe e ser ocasionada por vírus ou bactéria (mais frequente). Começa parecido com a gripe, mas a febre se prolonga, e vem ainda com dor no peito, falta de ar e catarro amarelado. Quem tem mais idade, pode não ter febre, mas manifestar confusões neurológicas.
Coqueluche – surge pela ação de bactéria, causa tosse intensa e prolongada em crianças e também adultos.

Diagnóstico das doenças respiratórias
As investigações começam na consulta médica e se apoiam com os seguintes exames:
* Raio-x do peito
* Teste da função pulmonária
* Tomografia computadorizada
* Cultura dos microorganismos de secreções
* Broncoscopia
* Biópsia do pulmão ou pleura
* Ultra-sonografia para detectar fluidos como efusão pleural

Tratamento de doenças respiratórias
Depende do tipo, da severidade e do estado geral do paciente, mas, comumente, o médico prescreve medicamentos para tratar sintomas ou combater a bactéria.

Prevenção
Lave as mãos como frequência e evite locais fechados, abafados e aglomerados. Há também vacinas contra a gripe, coqueluche e pneumonia. No caso da pneumonia, o paciente pode diminuir o risco mantendo a saúde bucal, se alimentando adequadamente e eliminando cigarro e consumo abusivo de bebida alcoólica.

Voltar