Ceratite

O que é
Uma inflamação da córnea, região que envolve os olhos em uma espécie de lente.

Causas
A doença aparece principalmente pela ação de microorganismos (vírus, bactérias, amebas e fungos) e do uso de lentes de contato, mas também por traumas (contato acidental com substâncias tóxicas), medicamentos (alergia) exposição à luz ultravioleta e até complicações de outras enfermidades.

Sintomas
Os principais são sensibilidade à luz, visão borrada, sensação de corpo estranho nos olhos, vermelhidão, lacrimejamento e, sobretudo, dor intensa, uma vez que a córnea é uma região repleta de nervos.

Diagnóstico
Costuma ser feito no consultório do oftalmologista com base na avaliação realizada com uma luz especial – a lâmpada de fenda. Já a descoberta da causa envolve exames complementares como a biomicroscopia (visualiza a camada externa do olho com lentes especiais, permitindo a análise detalhada do aspecto da lesão) e a microscopia especular da córnea (quantifica e estuda as células contidas no interior dos vasos sanguíneos). Algumas vezes, são recomendados também um exame de cultura de raspado da córnea para o isolamento do agente infeccioso e análises laboratoriais para pesquisar o possível envolvimento do quadro com doenças auto-imunes.

Tratamento
O tratamento varia conforme o fator que originou a ceratite, podendo ser medicamentoso ou cirúrgico (transplante de córnea) e incluir lavagens e oclusão do olho afetado.

Consequências
A doença progride rapidamente. Sem tratamento, provoca graves lesões na córnea, com risco de perfuração, além de afetar outras áreas do olho. Com isso, pode haver uma queda importante na capacidade visual e até mesmo a perda da visão.

Prevenção
– Cuidado com as lentes de contato. Siga as recomendações do oftalmologista e do fabricante em relação a uso, manutenção e prazo de validade das mesmas, além de se certificar da procedência dos produtos empregados para sua limpeza e desinfecção.
– Sempre tire as lentes antes de dormir.
– Visite o oftalmologista a cada seis meses.
– Proteja a córnea de substâncias químicas e/ou chamas e faíscas, usando equipamentos de proteção individual.
– Nunca use colírio nos olhos sem prescrição médica ou além do período recomendado.

Voltar