Tipos

As apresentações variam: linhas avermelhadas (telangiectasias), linhas azuladas mais grossas (médio calibre) e nódulos que saltam da pele (grosso calibre).

As varizes também são classificadas como leves ou graves. As leves causam mais preocupações estéticas e as graves provocam problemas como sangramentos, úlceras (feridas), eczemas, infecções, vermelhidão, manchas, espessamento da pele, dor, flebite e até mesmo a embolia de pulmão.

Uma análise mais apurada divide as varizes em quatro graus. Vale dizer que esta classificação leva em conta a evolução da doença, porém não significa que haverá avanço de um grau para o outro (ela pode passar rapidamente de 1 para 4).

Tipo 1
Vasinhos – pequenas veias da pele, da espessura de um fio de cabelo, avermelhadas ou um pouco maiores, azuladas, mas que estão na intimidade da pele, aparecendo na coxa, na perna, no glúteo e até mesmo nas costas.
microvarizes – são maiores, com trajetos longos e azulados que, geralmente, surgem na face lateral da coxa e do joelho e na perna.

Tipo 2
Veias de médio e grande calibre, com riscos para o paciente.

Tipo 3
As varizes já se tornam um problema de saúde ainda que não apresentem complicações.

Tipo 4
Já se transformaram em um problema de saúde e trazem complicações como dores, úlceras de perna, hiperpigmentações, eczemas venosos e hemorragias.