clinicabessaago21
clinicabessaago21

Apendicite

O que é
Inflamação do apêndice, pequeno órgão linfático localizado na primeira parte do intestino grosso (com formato de minhoca, que costuma ter até 1 centímetro de espessura e de 5 a 10 centímetros de comprimento). Dentro do apêndice há um tecido que produz glóbulos brancos (protegem o organismo) em quantidade reduzida o bastante que a retirada do órgão não abala o sistema de defesa do corpo.

Causas
Na maior parte dos casos, o problema ocorre pela retenção de materiais diversos com restos fecais que bloqueia o trânsito no apêndice, diminui a circulação sanguínea e favorece proliferação excessiva de bactérias. Mas o processo inflamatório também pode se dar pela grande produção de linfócitos  (o órgão aumenta de tamanho ao obstruir os vasos sanguíneos que o irrigam) ou porque o apêndice girou sobre si mesmo – o popular “nó nas tripas” (interrompe o fluxo sanguíneo e a limpeza do muco intestinal).

Sintomas
O mais marcante é a falta de apetite (mas como ela ocorre em outros casos de infecção não é um sinal específico), dor na parte baixa do lado direito do abdome, interrupção da função do intestino, febre, mal-estar, náusea e vômito. A doença se desenvolve rapidamente, entre 48 e 72 horas. Se nada for feito, o apêndice inflamado pode estourar, aí pus e fezes se espalham pela membrana que reveste os órgãos do abdome (chamada peritônio) e a infecção se propaga porque as bactérias caem na corrente sanguínea e o corpo sofre uma infecção generalizada.

Diagnóstico
É clínico e realizado com base no histórico do paciente e na palpação do abdome. Também auxiliam bastante os exames de imagem como radiografia, ultra-som ou tomografia.

Tratamento
É cirúrgico para retirada do órgão com incisão pequena e cicatrizes quase imperceptíveis. A intervenção pode ser feita também por via laparoscópica com os mesmos resultados da cirurgia aberta.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest