clinicabessaago21
clinicabessaago21

Asma

O que é
A asma é uma doença inflamatória crônica das vias aéreas (tubos que dão passagem ao ar), o que determina o seu estreitamento, causando dificuldade respiratória.
Cerca de 20% da população mundial é portadora de asma e aproximadamente 2,5 mil vítimas morrem anualmente só no Brasil. Embora a doença seja crônica e não tenha ainda um tratamento definitivo, a boa notícia é que hoje o paciente com asma pode levar uma vida com qualidade.

Causas
O estreitamento pode ocorrer em função da exposição a diferentes fatores como alterações climáticas, contato com poeira doméstica, mofo, pólen, cheiros fortes, pêlos de animais, gripes ou resfriados e fumaça, além da ingestão de alguns alimentos ou medicamentos.
Ainda assim os mecanismos que causam a asma são complexos e variam entre a população. Nem toda pessoa com alergia tem asma e nem todos os casos de asma podem ser explicados pela resposta alérgica do organismo a determinados estímulos.
De qualquer forma, cerca de um terço dos asmáticos possui um familiar (pais, avós, irmãos ou filhos) com asma ou com outra doença alérgica.
A asma pode iniciar em qualquer etapa da vida. Na maioria das vezes manifesta-se na infância e pode ou não durar por toda a vida.

Sintomas
Os principais são tosse, falta de ar, chiado no peito e dor ou “aperto” no peito. Eles podem aparecer a qualquer momento do dia, mas tendem a predominar pela manhã ou à noite.

Diagnóstico
É feito clinicamente com base nos sinais e sintomas que surgem de maneira repetida no paciente. Exames complementares – como radiografia do tórax, exames de sangue e de pele (para constatar se o paciente é alérgico) e espirometria (identifica e quantifica a obstrução ao fluxo de ar) – ajudam na condução dos casos.

Tratamento
A pessoa deve ter certos cuidados com o ambiente, principalmente em casa e no trabalho, além de usar medicações (como broncodilatadores e antiinflamatórios) e manter consultas médicas regulares. É necessário estabelecer hábitos que visam evitar as crises. Entre as precauções, aconselha-se em casa: manter o ambiente arejado, não fumar, evitar carpetes, tapetes, cortinas e móveis revestidos com tecido que se transformam em depósitos de poeira.

Crise
Durante a crise, procure manter a calma e permaneça em ambientes
arejados. Fale pouco e use roupas largas (desde que não sejam de lã)
para aliviar o incômodo da crise. Se ela perdurar por um ou dois dias, os sintomas se agravam. O indivíduo pode entrar em falência respiratória (o alvéolo está saturado de gás carbônico e o oxigênio não chega aos pulmões). Sem oxigênio nos pulmões, todos os órgãos também ficam comprometidos. Lembre-se que pulmão é o órgão do corpo responsável pela troca do gás carbônico (ar sujo) pelo oxigênio (limpo). A artéria pulmonar, que leva no sangue o ar sujo para ser substituído, envolve os alvéolos que devem estar cheios de oxigênio para que a troca se efetive.
Depois da troca, a veia pulmonar devolve o sangue com ar limpo para o coração espalhar oxigênio para os outros órgãos. Durante uma crise asmática, os alvéolos ficam muito tempo apenas com o gás carbônico.

Prevenção
Seguir orientação médica e ter um bom controle ambiental, evitando exposição aos “gatilhos” da crise asmática.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest