clinicabessaago21
clinicabessaago21

Cicatrizes

O que são
Regeneração da pele em machucados causados por acidente, doença ou cirurgia. Elas ocorrem como um processo de cura.

Tipos
Existem as patológicas (queloides e hipertróficas, que podem causar dor importante e/ou coceira intensa a ponto de interferir no convívio social) e outras classificadas como inestéticas (quase livres de sintomas físicos, mas que podem desagradar pela aparência.).

Aspecto
A característica muda de acordo com a idade do paciente e com a parte do corpo, no entanto, há três períodos distintos de evolução da cicatriz com duração de um ano e meio. O primeiro vai da sutura até 42 dias depois. O segundo é quando a cicatriz se torna avermelhada e saliente e provoca coceira, se estendendo até um ano. O terceiro fecha aos 18 meses, quando realmente somem os vestígios da cicatriz.

Locais favoráveis e desfavoráveis
As áreas mais fáceis de cicatrizar são pálpebras, couro cabeludo e mucosas. Já a pior é a região do tornozelo e do colo feminino (em função do peso das mamas).

Como tratar
Há várias técnicas para minimizar as cicatrizes, a maior parte feita no consultório mesmo com o dermatologista.

Revisão cirúrgica da cicatriz – remove a cicatriz de junção da pele normal com a união das bordas do ferimento sem tensão (puxando a pele) e é indicada para cicatrizes largas, compridas e incomuns, em lugares visíveis.

Dermoabrasão – remoção das cicatrizes causadas por acne, marcas de catapora/varíola, cirurgias ou irregularidades pequenas da superfície da pele. Uma máquina elétrica remove as camadas superiores da pele e confere um contorno mais uniforme à superfície.

Revisão à laser – emprega a luz de alta energia para remover a pele danificada e indesejável. Geralmente, um laser de pigmento pulsado remove a vermelhidão e nivela as cicatrizes (hipertrófica ou quelóide).

Preenchimento facial – pacientes aptos recebem colágeno injetável, uma proteína animal natural, para elevar cicatrizes recuadas e suaves. A quantidade varia de acordo com o tamanho e a firmeza da cicatriz. Também pode usar gordura do próprio paciente ou a fáscia doada injetável.

Enxertos – a cicatriz é removida, formando um buraco para ser preenchido por pedaços pequenos de pele, normalmente retirada da pele atrás da orelha.

Excisões – alguns pontos são dados perto de furos produzidos com pequenos cortes na pele (cicatrizes profundas ou marcas de acne) resultando em superfície mais lisa.

Peelings químicos – produtos químicos entram em ação para suavizar cicatrizes profundas e conferir à pele uma cor mais uniforme.

Cuidados
– A alimentação pode ajudar no processo, por isso é bom evitar doces e gordura em excesso, afinal, a gordura atrapallha a junção de tecido, assim como o desenvolvimento de diabetes.
– A dificuldade de cicatrizar pode indicar doenças degenerativas, como câncer, HIV, lúpus e diabetes.
– É importante evitar a exposição ao sol e usar filtro solar potente – nas grandes cicatrizes, a área afetada não consegue eliminar o calor através do suor e isso compromete a temperatura corporal; nas pequenas cicatrizes esse cuidado é relevante até a lesão chegar à tonalidade normal da pele.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest