clinicabessaago21
clinicabessaago21

Cistite

O que é
Infecção ou inflamação na bexiga. Na maioria dos casos, a doença é infecciosa e causada por uma bactéria chamada Escherichia coli, presente no intestino e importante para a digestão. Adultos e crianças estão sujeitos à cistite, porém o sexo feminino é mais atingido devido as suas características anatômicas (a distância entre a uretra e o ânus é mais curta).

Quando se manifesta
A doença pode aparecer por higiene inadequada, atrito nas relações sexuais (devido a pressão do pênis na área), queda de resistência, corrimentos vaginais e climatério.

Como age
Na cistite, bactérias migram da região do intestino para a bexiga e entram em guerra contra as células de defesa. O organismo reage com dor. Com a inflamação, a bexiga começa a armazenar e expelir a urina de forma incorreta. A parede da bexiga aumenta, devido à vasodilatação da musculatura causada pela histamina, que é liberada com a morte das células de defesa atacadas pelas bactérias.
Como o sistema urinário é tubular, as bactérias viajam pela uretra, da região do ânus para a bexiga. Com a musculatura inflamada, a uretra diminui e o espaço para a passagem da urina – que normalmente é de 2 milímetros – também.

Sintomas
Os mais comuns são: vontade urgente de urinar, aumento da frequência das micções, ardência e dores na bexiga, nas costas e no baixo ventre. Em alguns casos, podem vir acompanhados ainda de febre e sangue.

Diagnóstico
É feito mediante o histórico do paciente e dos exames de urina tipo I e da urocultura com antibiograma – teste que determina se a cistite é infecciosa ou não e a bactéria causadora do problema.

Tratamento
Quando o número de bactérias é pequeno o próprio organismo se incumbe do problema. Já o tratamento de cistite aguda requer o uso de antibióticos escolhidos de acordo com o tipo de bactéria. É preciso seguir o tratamento à risca e respeitar o tempo de medicação, mesmo que os sintomas tenham desaparecido com as primeiras doses. Crises repetidas podem tornar o problema crônico e mais grave.

Prevenção
São necessários os seguintes cuidados:
– Beber muita água (ajuda a expelir as bactérias da bexiga);
– Urinar a cada três horas e, principalmente, depois do ato sexual;
– Cuidar bem da higiene da vagina e do ânus;
– Evitar roupas íntimas justas e que retenham calor e umidade;
– Trocar com frequência os absorventes higiênicos;
– Ficar longe de cigarro, álcool, temperos fortes e cafeína (irritam o trato urinário).

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest