clinicabessaago21
clinicabessaago21

Dor lombar

O que é
Transtorno comum que afeta pessoas de todas as idades e ocupa o segundo lugar entre os problemas de saúde mais comuns. Provoca grande desconforto na parte baixa das costas, perto do quadril, e pode se tornar crônica e incapacitante.
Para compreender a dor, vale saber que a coluna reúne 33 vértebras, sete delas ficam localizadas na região do pescoço, 12 na parte do tórax, cinco da cintura para baixo e mais 9 no final do quadril, próximas ao glúteo. Entre os ossos ficam os discos “amortecedores” e os ligamentos das vértebras e dos músculos permitem sustentar a coluna e comandar os movimentos voluntários.

Causas
A sobrecarga pode aparecer por uso de salto alto, gravidez (as duas situações deslocam o centro de gravidade para frente e aumentam a curvatura da região lombar), má postura, falta de atividade física ou pode se associar a problema ósseo, muscular ou neurológico mais sério.

Sintomas
A dor comum costuma aparecer subitamente ou após uma lesão, podendo irradiar para glúteos, coxas ou joelhos, e agravar com os movimentos (sentar-se, inclinar-se etc.), mas apresenta melhora com repouso.

Diagnóstico
É feito com o histórico do paciente, exame físico e, em alguns casos, testes complementares como radiografias,  tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Tratamento
Ao menor sinal de desconforto, a orientação é ir ao ortopedista, ainda que para receber informações sobre medidas preventivas. Nos casos mais simples, pode ser necessário repouso, analgésico ou relaxante muscular e exercícios para fortalecer e alongar a região.
Os pacientes com dor crônica, de origem mecânico-postural, representam o maior desafio terapêutico e devem se tratar com analgésicos e antiinflamatórios nas crises mais fortes de dor, e reabilitação, pensando em resultados duradouros.

Prevenção
Para diminuir as chances de ter o incômodo nas costas, vale prestar atenção nestas dicas:
– Não durma de bruços, mas de lado e com um travesseiro entre os joelhos ou de barriga para cima, com um travesseiro atrás do joelho;
– O colchão não deve ser muito mole ou duro. O semiortopédico é uma boa opção, mas não existe regra e a escolha é individual;
– Para sair da cama, não se levante para frente. A melhor forma é virar o corpo para o lado e se levantar nessa posição;
– Quando for pegar objetos no chão, se agache dobrando os joelhos e sem inclinar a coluna. Não carregue peso excessivo (por exemplo, mais que três ou quatro quilos);
– No trabalho, sente-se em cadeira que não recline para trás e que tenha apoio para os braços. As costas devem ficar bem apoiadas e os pés totalmente encostados no chão. A tela do computador precisa ficar na altura dos olhos para o pescoço permanecer em uma posição confortável;
– Ao carregar mochilas, coloque as alças nos dois braços e tome cuidado com o excesso de peso;
– O salto alto pode acarretar dor na coluna lombar. Tenha bom senso e use-o apenas eventualmente. Se provocar dor, evite-o;
– Dirija com as costas apoiadas no banco e os braços parcialmente dobrados;
– As gestantes devem manter atividade física supervisionada e permanecer dentro do peso. É que dores lombares são comuns e, na maioria das vezes, não indicam nenhum problema sério. De qualquer forma, é recomendado procurar um especialista em coluna para fazer o diagnóstico correto e indicar o tratamento adequado e as formas de prevenir novas crises.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest