clinicabessaago21
clinicabessaago21

Esclerose lateral amiotrófica (ELA)

O que é
Uma doença degenerativa que provoca a morte gradativa dos neurônios responsáveis pelos movimentos. Quando os neurônios motores param de enviar impulsos ao cérebro ocorre atrofia e fraqueza musculares.

Causa
Ainda é desconhecida, mas acredita-se que haja uma combinação de genética, idade e substâncias presentes no meio ambiente. Os casos hereditários respondem por um em cada dez pacientes. Nos demais, a doença só se manifesta se a pessoa for exposta a certos gatilhos, como processos inflamatórios, atividade física excessiva e substâncias tóxicas externas ou produzidas pelo próprio corpo.

Sintomas
Perda de movimentos nas pernas e mãos, dificuldades na fala ou na ingestão de saliva e comida, além de problemas respiratórios (podendo provocar infecções pulmonares e causar a morte do paciente).

Incidência
No Brasil, até 15 mil pessoas (menos de 1% da população) possuem a ELA – com maiores concentrações em indivíduos do sexo masculino e grupos entre 50 e 70 anos.

Diagnóstico
O período investigativo dura quase um ano, pois a doença apresenta difícil detecção, já que não há exames laboratoriais com marcadores precisos. Os médicos fazem o diagnóstico por exclusão, ou seja, cruzando sintomas com alterações contidas em exames – dentre eles, o principal é a eletroneuromiografia.

Tratamento
Não há cura. O tratamento busca aumentar a sobrevida e a qualidade de vida do paciente combinando assistência médica com medicamentos, fonoaudiologia, terapia ocupacional, fisioterapia (motora e respiratória) e assistência nutricional (para ajustar a dieta).

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest