clinicabessaago21
clinicabessaago21

Estrias

O que é
Elas surgem quando as fibras elásticas da pele, formadas por colágeno e elastina, se rompem. Ambas ficam na derme, camada mais profunda da pele, e sustentam a região intermediária, dando elasticidade e tonicidade ao tecido. Já a epiderme, área superficial da pele, se torna mais fina e forma uma pequena depressão.

Causas
Predisposição genética e condições de hiperextensibilidade da pele.

Quando ocorrem
As mulheres são o grupo que mais sofre com essa ruptura das fibras de colágeno, seja na adolescência, durante a gravidez e em decorrência do efeito sanfona, do aumento da massa muscular e de tratamentos sistêmicos com corticoides.

Incidência
Em geral, as estrias surgem até os 30 anos de idade, quando as fibras elásticas ainda são rígidas.

Tipos
Avermelhadas – são recentes, ainda na fase inflamatória. As fibras recém-rompidas estão se reorganizando, por isso, respondem melhor ao tratamento.
Brancas – são consideradas cicatrizes e não há mais processo inflamatório. Nesse caso, para melhorar a aparência e preencher as depressões, é preciso estimular novas fibras de colágeno.

Onde mais surgem
Nos jovens – região lombossacral e coxas;
Nas grávidas – parte lateral e anterior do abdômen, mamas e coxas;
Nos obesos – pregas das axilas, nádegas, coxas, região posterior dos joelhos.

Tratamentos
Com tratamento, as fibras de colágeno são estimuladas e voltam a ser produzidas. Mas as fibras elásticas não se refazem e as estrias nunca desaparecem por completo. Entre as opções disponíveis estão:
Laser CO2 fracionado – o uso do laser pode ser dado em ambas as fases da estria: tanto avermelhadas, quanto brancas.
Micropigmentação – única capaz de reduzir efetivamente as estrias brancas. Com uma microagulha é aplicado o pigmento exatamente no tom da pele da paciente, para que a região com estria se iguale ao restante da pele.
Limine – o segredo está na “cura pelo calor”, o que causa uma reorganização das células fibrosas e de colágeno.
Carboxiterapia + Peeling químico – a carboxiterapia é a aplicação de gás carbônico injetado no tecido subcutâneo, que ajuda a ativar a circulação sanguínea e associada ao peeling químico, diminui o relevo da estria.
Luz intensa pulsada + Ácido retinoico – começa com a aplicação da luz intensa pulsada, que promove a regeneração das estruturas da pele, além de tratar os vasos dilatados que dão a aparência avermelhada. Em seguida, é aplicado o peeling de ácido retinoico, que otimiza a ação da luz. O tom da pele fica entre 30% e 80% mais uniforme e as estrias tornam-se mais finas.

Prevenção
– Use constantemente hidratantes para conquistar uma pele resistente à rupturas;
– Beba muita água para hidratar a pele de dentro para fora;
– Evite a variação súbita de peso.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest