clinicabessaago21
clinicabessaago21

Intolerância à lactose

O que é
Incapacidade parcial ou total de digerir lactose, a açúcar do leite. A digestão se torna difícil e a lactose chega inalterada ao intestino grosso, onde é fermentada por bactérias que fabricam gases e ácido lático.

Causa
Resulta da ausência ou deficiência da enzima lactase, produzida no intestino delgado, que decompõe o açúcar do leite em carboidratos para a sua melhor absorção.

Graus de intolerância
– Deficiência congênita da enzima: o indivíduo nasce sem a capacidade de produzir lactose. A intolerância à lactose é permanente.
– Diminuição enzimática secundária a doenças intestinais: o indivíduo tem uma deficiência temporária da enzima, devido à morte das células da mucosa intestinal, produtoras da lactase. A intolerância é temporária até que essas células sejam repostas (depende de cada organismo).
– Deficiência primária ou ontogenética: diminuição da produção da lactase no decorrer da vida adulta. É a mais comum.

Sintomas
Náusea, dor ou distensão abdominal, gases, irritação intestinal e diarreia. Os sinais podem aparecer logo após a ingestão de leite ou depois de horas e a gravidade depende da quantidade de alimento e de quanta lactose cada pessoa é capaz de suportar. Qualquer alimento que contém lactose pode fazer mal, como leite de vaca ou cabra, queijo branco, manteiga, margarina, requeijão, iogurte, pudim, bolo, creme de leite, leite condensado, biscoito ao leite, pão de leite, pizza de mussarela e a maioria dos adoçantes em pó.

Diagnóstico
É feito pelos testes de intolerância à lactose (o paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de algumas horas, são colhidas amostras de sangue que indicam os níveis de glicose), de hidrogênio na respiração (o paciente ingere uma bebida com alta quantidade de lactose e o médico analisa o hálito da pessoa em intervalos que variam de 15 a 30 minutos por meio da expiração) e de acidez nas fezes (o paciente mostra a dificuldade de digestão, eliminando ácidos nos seus dejetos).

Tratamento
Uma vez diagnosticada a intolerância, pode-se prevenir novos sintomas excluindo leite e derivados, além de produtos ou alimentos preparados com leite. Outra forma de evitar os sintomas é experimentar os suplementos da enzima lactase, disponíveis no mercado em comprimidos ou tabletes mastigáveis. O medicamento deve ser ingerido junto com os laticínios.
Também é possível adicionar gotas de enzima lactase no leite comum para pré-digerir a lactose antes de beber. Vale lembrar que as gotas devem ser colocadas 24 horas antes do consumo, tempo necessário para digerir a lactose.
Porém, o não consumo de leite e derivados pode gerar falta de cálcio. E quem optar por eliminar os laticínios precisará de uma dieta especial para suprir a necessidade do mineral, consumindo principalmente vegetais de cor verde escura como brócolis, couve, agrião e mostarda, além de repolho, nabo e peixes de ossos moles como salmão e sardinha, mariscos e camarão.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest