clinicabessaago21
clinicabessaago21

Pneumonia

O que é
Uma infecção ou inflamação nos pulmões. As vias respiratórias (incluindo os pulmões) têm mecanismos eficazes de proteção contra infecções por microorganismos, mas quando pequenas partículas são inaladas, os “invasores” são expulsos por reflexos como espirrar, pigarrear e tossir. Quando esta proteção fica prejudicada, crescem as chances de pneumonia.

Causas
É provocada por agentes infecciosos ou irritantes (vírus, bactérias – estas respondem por metade dos casos e o tipo pneumococo é o mais freqüente -, fungos ou reações alérgicas).

Como se manifesta
A pessoa adoece em função da falha dos mecanismos de defesa do organismo. Os agentes entram nos pulmões por inalação, aspiração ou, principalmente, pela corrente sanguínea (infecções em outros locais se alastram e chegam nos pulmões).

Fatores de risco
– Fumo: provoca reação inflamatória que facilita a penetração de agentes infecciosos;
– Álcool: interfere no sistema imunológico e na capacidade de defesa do aparelho respiratório;
– Ar condicionado: deixa o ar muito seco, facilitando a infecção;
– Resfriados mal cuidados: diminuem as defesas do organismo, inclusive do aparelho respiratório;
– Mudanças bruscas de temperatura.

Sintomas
Começa de uma hora para a outra com tosse seca, febre, calafrios, dores no peito e tosse com secreções amareladas ou esverdeadas (podem, inclusive, apresentar manchas de sangue). A respiração costuma ficar mais curta e dolorida e o doente sente falta de ar e até chega a apresentar a região dos lábios azulada. Em alguma vezes surgem herpes labial, dores abdominais, vômitos, náuseas, dor de garganta, espirros, coriza e dor de cabeça. Os pacientes mais idosos podem ter confusão mental e piora do estado geral (fraqueza, perda do apetite e desânimo). Nas crianças provoca sonolência e redução do apetite.

Diagnóstico
Auscultação dos pulmões pelo médico e exames de imagem (raio-X ou, até mesmo, tomografia computadorizada de tórax) e de sangue. O estudo do escarro é eficaz para revelar o microorganismo causador da pneumonia.

Tratamento
A bacteriana deve ser combatida com antibióticos, alguns só podem ser administrados no hospital (e os casos mais graves exigem entubação e ventilação artificial). Há situações em que é recomendada fisioterapia respiratória (para “secar” as secreções dos pulmões). A melhora costuma ocorrer em três ou quatro dias. Já as pneumonias virais são tratadas com dieta apropriada, oxigênio extra e medicações para dor ou febre enquanto as por fungos, com antimicrobianos específicos.

Prevenção
Vacinar-se contra o vírus influenza (priorizada em idosos, pacientes com HIV e doenças renais e fígado e no baço) e contra o pneumococo antes do inverno. Também é válido redobrar os cuidados com higiene (lavar sempre as mãos) e fazer uma dieta rica em frutas e vegetais (auxiliam o sistema de defesa).

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest