clinicabessaago21
clinicabessaago21

Poliomielite

O que é
Também conhecida como paralisia infantil é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus que vive no intestino e pode infectar crianças (mais frequente nas menores de quatro anos) e adultos por via fecal-oral (através do contato direto ou da água e do alimento com as fezes ou com secreções expelidas pela boca das pessoas infectadas) e provocar ou não paralisia.

Como atua
O vírus entra pela garganta ou pelo intestino, alcança a corrente sanguínea e pode atingir o cérebro. Ao chegar ao sistema nervoso, destrói os neurônios motores e provoca paralisia flácida em um dos membros inferiores. Em 1% dos casos a doença pode ser mortal se invadir as células dos centros nervosos que controlam os músculos respiratórios e da deglutição.

Sintomas
Na maioria dos casos, a infecção pelo vírus da poliomielite é assintomática (ainda assim é transmissível). Quando se manifestam, os sintomas variam de acordo com a gravidade da infecção. Nas formas não paralíticas, os sinais mais característicos são febre, mal-estar, dores de cabeça, na garganta e no corpo, vômitos, diarréia, constipação, espasmos, rigidez na nuca e meningite. Na forma paralítica, além desses incômodos ocorre flacidez muscular que afeta um dos membros inferiores.

Diagnóstico
É feito com avaliação clínica, exames laboratoriais de fezes para pesquisa do vírus e dos exames do liquor, dos anticorpos da classe IgM e da eletroneuromiografia.

Tratamento
Como em muitas infecções virais, não há tratamento específico para a doença, mas alguns cuidados são muito importantes para controlar as complicações e reduzir a mortalidade: repouso absoluto nos primeiros dias para diminuir a taxa de paralisia, remédio para dor, febre, problemas urinários e intestinais, atendimento hospitalar nos casos de paralisia ou alteração respiratória, assistência ao paciente na cama (ele não pode permanecer muito tempo na mesma posição e a troca requer cuidados) e acompanhamento ortopédico e fisioterápico.

Prevenção
O melhor meio é tomar a vacina contra poliomielite (existem dois tipos: a VPO-Sabin, ou vacina da gotinha, faz parte do Calendário Básico de Vacinação. Ela deve ser aplicada aos 2, 4, 6 e 15 meses de idade. Até os cinco anos, as crianças devem receber doses de reforço anualmente) e a Salk (administrada por via intramuscular, é indicada para pessoas expostas, com baixa imunidade, ou que viajarão para regiões onde o vírus ainda está ativo). Também é fundamental ter bons hábitos de higiene.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest