clinicabessaago21
clinicabessaago21

Ressecamento da pele

O que é
É o principal problema que atinge a pele no inverno. Ele resulta do vento e das baixas temperaturas (favorecem e aceleram a evaporação), do excesso de banhos quentes (eliminam a oleosidade da pele), do uso exagerado de sabonete e da falta de hidratação.

Quem acomete
Qualquer pessoa pode apresentar ressecamento, porém é mais frequente em quem já tem a pele seca, em idosos e em portadores de doenças dermatológicas como dermatite atópica (ou eczema atópico), psoríase e ictiose.

Onde aparece
Pode haver ressecamento em todo o corpo, mas é mais comum nas nádegas, nas costas e na porção inferior das pernas.

Sintomas
Coceira, descamação, espessamento da pele e aumento da visibilidade de suas linhas. Quanto mais a pessoa coça, mais o órgão resseca e mais ela tende a coçar. Há o risco da formação de ferimentos e até de fissuras no local, abrindo espaço para a entrada de microrganismos com a formação de infecções. Os sintomas, nesse caso, são: escoriação, sangramento, ardor, dor, aumento da temperatura e vermelhidão no local.

Diagnóstico
Pessoas com sintomas devem consultar logo um dermatologista. O diagnóstico normalmente é clínico.

Tratamento
Ressecamentos simples são combatidos com hidratantes compostos de uréia e/ou de lactato de amônia ou de ácido lático, incluindo, se possível, também fator de proteção solar. Nos casos em que há prurido e inflamação, a recomendação é creme com corticóide (fórmulas especiais indicadas pelo médico que a pessoa pode mandar preparar nas farmácias de manipulação ou adquire nas comuns). Quando existe infecção, o paciente toma antibiótico específico por via oral por 10 a 14 dias. É fundamental controlar tais infecções, sobretudo se o paciente tem doenças associadas como baixa na imunidade (existe o risco de os microrganismos caírem na corrente sanguínea e causarem infecção generalizada, às vezes fatal).

Consequências
O ressecamento pode desencadear quadros alérgicos (asma ou rinite alérgica) ou agravar a dermatite atópica (doença hereditária), a psoríase (doença auto-imune que se caracteriza pelo surgimento de placas avermelhadas, secas e descamativas na pele) e a ictiose (doença que resseca e descama a pele, deixando-a áspera e com aparência feia).

Como evitar
Basta adotar algumas medidas simples: beba, pelo menos, 2 litros de água diariamente; opte por uma alimentação saudável; tome apenas um banho completo por dia; use água morna nos banhos; reserve o sabonete para as áreas genitais, axilas e pés; e hidrate o corpo logo depois do banho, quando os poros ainda estão dilatados e a penetração do hidratante é maior.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest