clinicabessaago21
clinicabessaago21

Síndrome do Ovário Policístico

O que é
Os ovários são dois órgãos, um de cada lado do útero, responsáveis pela produção dos hormônios sexuais femininos e por armazenar os óvulos que a mulher traz consigo desde o ventre materno. Algumas mulheres podem desenvolver cistos nos ovários, ou seja, pequenas bolsas que contêm material líquido ou semi-sólido.
A diferença entre cisto no ovário e ovário policístico está no tamanho e no número de cistos (em torno de dez a vinte). Com isso, a síndrome é caracterizada pela falta de ovulação e excesso de hormônios masculinos, como a testosterona.
Que fique bem claro: nem toda mulher que tem pequenos cistos no ovário desenvolverá a Síndrome.

Causas
Não foi estabelecida ainda a causa específica da síndrome dos ovários policísticos. Sabe-se que 50% das mulheres com essa síndrome apresentam hiperinsulinismo, problemas no hipotálamo, na hipófise, nas supra-renais e produz maior quantidade de hormônios masculinos.

Sinais
Os mais importantes são ciclo menstrual irregular, ausência de menstruação, excesso de pelos (no rosto, na barriga e nos seios), pele oleosa e com acnes (maior concentração no queixo), ganho de peso e infertilidade.

Diagnóstico
É feito por meio de avaliação clínica, exames de sangue (para checar alterações hormonais e do metabolismo) e ultrassonografia (para avaliar os ovários).

Tratamento
Os sintomas podem ser aliviados com tratamento hormonal. A pílula anticoncepcional, que altera a produção dos hormônios, reduz o aparecimento de pelos e espinhas e também regula o ciclo menstrual. Para as mulheres que estão tentando engravidar, o médico pode indicar um indutor para ovulação. Porém, seja qual for a intenção, o acompanhamento médico é essencial. Logo após o diagnóstico, as consultas devem ser semestrais. Com o passar do tempo, elas podem passar a ser anuais. Mas a atenção deve ser redobrada, pois mulheres com ovário policístico correm maior risco de desenvolver problemas cardiovasculares, diabetes, hipertensão arterial e câncer de endométrio.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest