clinicabessaago21
clinicabessaago21

Aneurisma da Aorta Tóraco-Abdominal

O que é
Dilatação anormal que atinge os ramos da aorta – a artéria que envia sangue para órgãos como rins, fígado e intestinos. O depósito de colesterol e cálcio na parede da artéria é provocado por diversos fatores, como formação genética, hereditariedade, idade avançada e tabagismo. As regiões acometidas são classificadas em uma escala de 1 a 5, cada trecho com um tipo de enfoque durante a cirurgia.

Sintomas
Costuma ser detectado em exames de rotina, pois o paciente geralmente não apresenta sintomas. Em alguns casos, o primeiro sinal pode ser o rompimento do aneurisma, que representa uma situação de emergência e vem acompanhado de dor torácica e/ou abdominal e queda da pressão arterial.

Tratamento convencional
Há necessidade de abertura do abdômen e tórax, seguida da interrupção temporária do fluxo de sangue neste segmento da aorta e seus ramos, além da substituição da porção dilatada por uma prótese de tecido que é costurada no local. Os ramos viscerais da aorta também devem ser reimplantados, o que torna a cirurgia mais prolongada e com risco elevado de complicações. Neste procedimento é necessária a aplicação de anestesia geral. Por ser uma intervenção de grande porte, a recuperação é mais lenta e o tempo de internação maior.

Tratamento endovascular
Minimamente invasivo e sem abertura do abdômen, a prótese é introduzida através de uma pequena incisão na virilha acima e abaixo do aneurisma. Tudo ocorre por dentro do vaso sanguíneo no qual a endoprótese forma um novo e seguro canal por onde passará o fluxo sanguíneo. De acordo com a abrangência da doença, pode ser necessário também o reimplante nas artérias viscerais.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest