clinicabessaago21
clinicabessaago21

Angioma cavernoso

O que é
Lesões vasculares pequenas, circunscritas, compostas por espaços de paredes muito finas e muito próximos entre si, sem quantidade significativa de tecido nervoso entre eles. Pode ocorrer em qualquer parte do sistema nervoso central (encéfalo, medula espinhal e nervos cranianos).O cérebro adjacente fica impregnado por hemossiderina, tomando tonalidade ferruginosa. A organização dos trombos com formação de novos espaços vasculares leva ao aparente crescimento da malformação e a novos sangramentos.

Causas
Acredita-se que, na maioria das vezes, as lesões sejam congênitas, no entanto sabe-se que podem aparecer depois do nascimento, especialmente em casos de irradiação cerebral. Os angiomas cavernosos em 16 a 33% dos casos apresentam-se múltiplos e nestes há uma grande associação com a herança familiar. Costumam acometer indivíduos entre 20 e 40 anos.

Sintomas
São convulsões, cefaléia, hemorragia ou compressão ao redor do cérebro ou pressão intracraniana. Esta pressão pode causar sinais neurológicos como perda de força, paralisia, visão dupla, transtornos visuais ou dificuldades na fala. Mas há casos de lesões não sintomáticas. A principal complicação é o sangramento repetido.

Diagnóstico
O mais preciso é feito por meio da ressonância magnética.

Tratamento
Deve ser cirúrgico, porém, riscos de hemorragia, idade do paciente, presença de hemorragias anteriores e sintomas devem ser levados em conta antes do procedimento. Outra possibilidade é o tratamento conservador que requer acompanhamentos clínico e radiológico com ressonância magnética a cada 6 meses por 2 anos e, se a lesão permanecer estável, com intervalo de um ano. As lesões que causam sintomas devem ser tratadas agressivamente visto o alto índice de recorrência e os resultados positivos da cirurgia, levando a maior expectativa e melhor qualidade de vida.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest