clinicabessaago21
clinicabessaago21

Aterosclerose

O que é
Doença que afeta a parede das artérias de médios e grossos calibres do cérebro, coração, dos rins e de outros órgãos vitais, assim como também das artérias dos membros superiores e inferiores, levando à formação de placas de gordura (ateromas).

Fatores de risco
O surgimento e a progressão da doença estão relacionados à hipertensão arterial, diabetes e obesidade e também ao elevado nível de colesterol, consumo regular de álcool, sedentarismo, estresse e histórico familiar.

Como ocorre
A gordura, o colesterol e outras substâncias se acumulam nas paredes das artérias e formam estruturas duras chamadas placas. Eventualmente, essas placas podem deixar as artérias estreitas e menos flexíveis, dificultando o fluxo de sangue.

Sinais e sintomas
Os sintomas não costumam aparecer até o fluxo de sangue ficar restrito ou bloqueado. Dependendo do local de desenvolvimento da aterosclerose aparecem problemas no coração, no cérebro, nos membros inferiores ou em outras regiões do corpo.
Se as artérias coronárias se estreitarem, o fluxo de sangue para o coração pode ficar mais lento ou parar. Isso pode causar dor no peito (angina estável), deficiência respiratória, ataque cardíaco e outros sintomas.
Se o coágulo se mover para uma artéria no cérebro ou nos pulmões, ele pode causar acidente vascular cerebral ou embolia pulmonar.
Os riscos de ataque cardíaco e acidente vascular cerebral também ocorrem quando pedaços de placa se desprendem e migram para vasos sanguíneos menores, bloqueando-os e causando dano ou morte do tecido (embolização).
Em alguns casos, a placa aterosclerótica está associada a um enfraquecimento da parede de uma artéria e leva a um aneurisma. Há situações em que os se formam ao redor de uma laceração (fissura) na placa, gerando um bloqueio do fluxo sanguíneo.

Diagnóstico
É feito com avaliação física e a realização de exames como arteriografia aórtica (angiografia aórtica), tomografia computadorizada e estudo Doppler.

Tratamento e Prevenção
O tratamento depende dos sintomas e da gravidade da doença. A prevenção é o modo mais eficaz de combater a aterosclerose. Exercícios físicos, alimentação equilibrada e medicamentos são medidas comuns em todos os pacientes. Controlar os fatores de risco também é essencial.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest