clinicabessaago21
clinicabessaago21

Coagulação sanguínea

O que é
Processo de transformação do sangue líquido em um coágulo sólido para auxiliar a interrupção do sangramento (hemorragias).

Como ocorre
A formação dos trombos e o processo de coagulação se devem a uma sequência de eventos químicos que ativam as plaquetas, resultam em coágulos de fibrina, proteínas rígidas que estancam o sangramento e reparam o tecido danificado.

Processo detalhado
A coagulação ativa os chamados fatores de coagulação (12 no total) por via intrínseca (no interior dos vasos sanguíneos quando o sangue entra em contato com regiões da parede do vaso com alguma lesão) e extrínseca (quando o sangue extravasa dos vasos para os tecidos conjuntivos). As duas vias se unem em um ponto chamado conversão da protrombina, resultando na formação do coágulo de fibrina (uma espécie de tampão). O próprio organismo possui controles para coagulação, são os anticoagulantes naturais (evitam a formação de coágulos) e o sistema fibrinolítico (desfazem coágulos existentes). O balanceamento desses fatores promove a fluidez do sangue, mas há maior ação dos fatores anticoagulantes, assim, o sangue possui a consistência líquida.

Transtornos
Doenças caracterizadas por falhas na coagulação sanguínea com riscos de o paciente sangrar gravemente podem ser genéticas (hemofilias) ou adquiridas (casos de deficiência de vitamina K, doença celíaca, síndrome da má absorção de alimentos, doença hemorrágica do recém-nascido e septcemia). Também é possível a pessoa ter maior tendência de formar coágulos que comprometem os vasos, levando a varizes, tromboses, embolia pulmonar e acidente vascular cerebral.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest