clinicabessaago21
clinicabessaago21

Embolia pulmonar

O que é
Surge quando um coágulo (trombo), que está fixo numa veia do corpo, se desprende e vai pela circulação até o pulmão e fica obstruindo a passagem de sangue por uma artéria.

Causas
A principal causa é a trombose venosa profunda, que costuma se formar nos membros inferiores. Estão mais sujeitas à doença pessoas que ficam muito tempo numa mesma posição, como em longas viagens aéreas, aquelas submetidas a cirurgias de longa duração e com necessidade de hospitalização e/ou imobilização prolongadas, como ocorre em fraturas de fêmur. Outros fatores de risco: tabagismo, uso de anticoncepcionais orais, obesidade e presença de varizes. Com menor freqüência, porém, a obstrução pulmonar também pode ser decorrente de êmbolos de gordura, de líquido amniótico – em grávidas –, de medula óssea e de fragmentos de tumor ou, então, derivar de corpos estranhos e de bolhas de ar, mais comum em mergulhadores.

Sintomas
As manifestações incluem falta de ar e dificuldade para respirar, dor no tórax, tosse seca ou com sangue, sensação de ansiedade, febre baixa e palpitações.

Conseqüências
A interrupção da circulação pode causar desde danos pulmonares na região irrigada pela artéria acometida, em decorrência da falta de oxigênio, até mesmo morte súbita.

Diagnóstico
É realizado mediante o histórico clínico e os fatores de predisposição do paciente. No entanto, a confirmação do quadro pode necessitar de exames cardiológicos (como eletrocardiograma e ecocardiograma), de recursos de imagem do tórax (como cintilografia, tomografia e ressonância magnética) e, em alguns casos, de arteriografia dos pulmões – por meio do uso de contraste, esse exame permite verificar o fluxo sangüíneo nas artérias pulmonares e identificar exatamente os pontos de oclusão.

Tratamento
As principais medidas são a administração de oxigênio, de analgésicos para controle da dor e de anticoagulantes para evitar a progressão dos coágulos existentes e impedir a formação de novos. Em circunstâncias mais graves, pode ser necessária uma cirurgia de emergência para a remoção do trombo. Para quem apresenta episódios recorrentes de trombose e embolia ou tem contra-indicações ao uso contínuo de anticoagulantes, uma alternativa é a implantação cirúrgica de um filtro na veia principal que desemboca no coração.

Prevenção
Prática regular de exercícios – exercitar as pernas por meio de caminhadas diárias já constitui um método preventivo eficaz – parar de fumar e perder peso são requisitos básicos para a saúde do sistema vascular.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest