clinicabessaago21
clinicabessaago21

Entenda o pé diabético

O que é
O excesso de açúcar no sangue pode afetar os nervos e a circulação sanguínea das pernas, tirando a sensibilidade protetora do pé. Como o pé fica insensível, pequenos cortes vão se tornando úlceras que não cicatrizam e podem levar a complicações graves.

Principais sintomas
São dores nas pernas, principalmente com exercícios; feridas que não curam; pés inchados, azulados e ressecados; dormência nos pés e insensibilidade, o que pode levar a pessoa a não perceber uma ferida.

Cuidados
– É preciso examinar diariamente os pés e ter cuidados com bolhas, rachaduras e ressecamentos.
– Evite colocar os pés de molho, pois eles poderão rachar ou ressecar.
– Nunca ande descalço, mesmo em casa.
– Não tente remover calos ou verrugas com pedicures.
– Use diariamente uma loção ou creme hidratante nos pés. Retire o excesso e não passe cremes entre os dedos.

Diagnóstico
Peça para seu médico examinar seus pés em todas as consultas.

Consequência do problema
A diabetes pode levar a amputação dos pés ou pernas.

Os mandamentos do pé diabético
– Não fazer compressas nos pés, nem quente, nem fria, nem gelada;
– Usar meias sem costuras ou assim com as costuras para fora;
– Não remover as cutículas das unhas dos pés;
– Não usar sandálias com tiras entre os dedos;
– Cortas as unhas retas e os cantos ajeitar com serra de unha;
– Hidratar bem os pés;
– Nunca andar descalço;
– Olhar sempre as planta dos pés e tratar logo qualquer arranhão ou ferimento;
– Não usar sapatos apertados ou de bico fino;
– Tratar as calosidades com profissionais de saúde;
– Olhar o interior dos sapatos antes de usá-los;
– Enxugar bem entre os dedos.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest