clinicabessaago21
clinicabessaago21

Varizes na gravidez

As varizes – veias dilatadas que surgem nas pernas e podem causar dores, incômodos e inchaços – acometem mais as mulheres e, principalmente, as grávidas. Uma em cada três gestantes sofrem com o problema por causa da disfunção hormonal, do aumento do peso e do volume do útero. Vamos esclarecer abaixo algumas dúvidas sobre o assunto:

Por que as grávidas têm mais varizes?
Devido às alterações hormonais, ao aumento do abdômen (pressão que aumenta os vasos pélvicos e das pernas), maior volume de sangue circulando pelo corpo, crescimento do nível de progesterona e ganho de peso. Todos esses fatores podem gerar varizes novas ou aumentar as já existentes.

Como evitar as varizes?
Elas podem ser prevenidas, adotando algumas medidas: evite o ganho de peso em excesso, faça exercícios, use meia elástica, aposte na drenagem linfática manual (ajuda a reduzir os inchaços e melhora o fluxo sanguíneo), use sapatos com saltos entre 3cm e 5cm de altura (estimulam a musculatura da panturrilha e ajudam na circulação do sangue nas veias), evite permanecer sentada ou em pé por mais de 40 minutos seguidos (revezar a posição estimula o fluxo sanguíneo).

O que é melhor: meia elástica ou pernas para o alto?
As meias elásticas evitam o inchaço porque facilitam o direcionamento do sangue das veias superficiais para as veias profundas, que estão no meio do músculo e promovem a volta mais adequadamente do sangue ao coração. Se a mulher se dá bem com a meia, não há necessidade de colocar as pernas para o alto, pois as meias simulam a compressão de quando as pernas estão para cima. As meias devem ser usadas a partir do segundo trimestre, ou seja, no quarto mês de gravidez, todos os dias, colocando pela manhã e retirando na hora de dormir. Mas atenção: o uso inadequado pode piorar a situação. O correto é a mulher que já tem varizes usar uma com maior compressão e a que nunca teve a meia com menor compressão.

Como tratar as varizes na gravidez?
Na maioria dos casos, as varizes desaparecem após o puerpério. O mais recomendado é esperar o nascimento. Depois dos três ou seis meses após o parto, é comum que as varizes sumam naturalmente, por conta da estabilidade hormonal e também da recuperação do peso da mulher.

É arriscado ter varizes durante a gestação?
Normalmente não há grandes riscos em relação às varizes durante a gestação, nem para a mãe, tampouco para o bebê. O local fica inchado, pode coçar e até doer, mas não é comum que causem problemas circulatórios crônicos ou levem a coágulos de sangue, ou seja, trombo. No entanto, se houver vermelhidão e sensibilidade na superfície das varizes, além de febre, dor nas pernas ou taquicardia, é importante conversar com o médico o mais rápido possível. Em poucos casos, taquicardia ou falta de ar repentina podem ser sinais de embolia pulmonar, quando um coágulo migra para os pulmões. Por isso, na dúvida, é fundamental investigar os sintomas e buscar tratamento.

Conhecimento é saúde! Compartilhe.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on pinterest